segunda-feira, 2 de julho de 2018

Cosco conclui compra da OOCL com aprovação das autoridades antimonopólio da China


        A compra da OOCL pela Cosco Shipping foi aprovada pelas autoridades antimonopólio chinesas um dia antes do limite previsto, que era o dia 30 de junho. A consolidação do negócio foi confirmada pela agência Tradewinds.
         A nova frota combinada da Cosco agora contará com cerca de 400 navios, com uma capacidade anual de mais de 1,7 milhões de teus. Esse volume, segundo a agência Alphaliner, permitirá ao armador chinês ultrapassar a francesa CMA CGM, passando a ser a terceira maior armadora global de contêineres.
         O impacto da fusão no transporte marítimo de contêineres preocupa os analistas do segmento. Eles calculam que a participação de mercado dos seis principais players marítimos terá um incremento de mais de 60%.
         O receio generalizado é de que a partir desta nova realidade possa ocorrer uma guerra comercial entre China e Estados Unidos. Desta forma, a aprovação regulatória da fusão produziria conseqüências negativas no valor das ações da OOCL. Além disso, a Cosco poderá enfrentar multas caso não cumpra os prazos acordados na fusão.
         

Nenhum comentário:

Postar um comentário