sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Petrobras desencalha equipamentos parados há três anos no porto do Rio de Janeiro

Os equipamentos ultrapesados importados pela Petrobras em 2011, depois de três anos encalhados, finalmente começam a deixar o porto da capital fluminense rumo ao Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj). A companhia estatal contratou a Transdata Transportes para fazer o projeto logístico e essa subcontratou a Manobrasso Serviços Marítimos para realizar a primeira fase do transporte marítimo dos equipamentos UHOS (Ultra Heavy Over Sizes). Nessa etapa, sete de 20 partes dos equipamentos foram levados em quatro viagens de suas respectivas áreas de armazenagem para o cais da Praia da Beira, em São Gonçalo (RJ). 

Codesp assina contrato para implantar sistema de gerenciamento de informações

A Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) e o Consórcio Indra VTMIS Santos assinaram contrato para implantação do Sistema de Gerenciamento de Informações de Tráfego de Embarcações (Vessel Traffic Management Information System). Na oportunidade também foi assinada a ordem para deflagração dos serviços que se iniciam com a elaboração do projeto executivo. "A implantação do VTMIS é um marco importante no trabalho de aprimoramento da eficiência, colocando o porto de Santos no patamar tecnológico dos mais modernos terminais do mundo", comentou o diretor-presidente da Codesp, Angelino Caputo.

Portal Único pode elevar o PIB do país em US$ 23 bilhões até 2016

Estudo divulgado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) mostrou que se o governo implementasse medidas de facilitação de comércio, os investimentos subiriam 8% e as exportações de manufaturados cresceriam 10,3% em dois anos. Segundo o levantamento, a redução na burocracia alfandegária teria um impacto positivo no Produto Interno Bruto (PIB) do país, na atração de recursos e no aumento da corrente de comércio. O documento, denominado "Impacto da Facilitação de Comercio sobre a Economia Brasileira e a Indústria de Transformação", apontou que se os atuais 13 dias necessários para preparar documentos para exportar e concretizar o despacho aduaneiro fossem diminuídos para oito dias, o PIB teria um incremento de 1,19%, ou US$ 23,8 bilhões em 2016. O resultado poderia ser alcançado com a implantação do Portal Único, sugeriu o estudo da CNI.

Emirados Árabes Unidos querem atrair companhias brasileiras para Zona Franca

Representantes da Zona Franca de Ras Al Khaimah, nos Emirados Árabes Unidos, apresentaram a um grupo de empresários brasileiros possibilidades vantajosas de investimentos na área. O empreendimento foi criado para ser um polo industrial, comercial e de serviços, no qual as companhias instaladas têm isenção de impostos e outros benefícios. Segundo o diretor-geral da Câmara Árabe no Brasil, em São Paulo, Michel Alabi, a Zona Franca de RAK pretende atrair empresas brasileiras, especialmente dos setores de alimentos e bebidas, cosméticos e perfumaria, máquinas e metais, veículos e autopeças, material de construção, engenharia química e polímeros e serviços de marketing, tecnologia da informação e consultoria.

Movimentação cai no porto de Santos de janeiro a setembro

O porto de Santos apresentou queda de 3% na movimentação total de cargas de janeiro a setembro, um reflexo da redução de 5% nas exportações e do aumento de 1% nas importações. Os embarques representaram 69% das operações, com 57,485 milhões de toneladas e as descargas ficaram com 30,7%, somando 25,520 milhões de toneladas no período. A diminuição foi de14,8% nos embarques de açúcar e de 32,4% nos de milho, contribuindo decisivamente para o resultado negativo. A expansão, anda que modesta, nas importações foi influenciada pela alta de 12% nos desembarques de trigo, que atingiram 1,171 milhão de toneladas. Mas as operações com contêineres se destacaram alcançando elevação de 10,3% nos nove meses em relação a 2013, chegando a 28,546 milhões de toneladas e 2,718 milhões de teus. O complexo santista manteve a liderança disparada no ranking dos portos nacionais, com participação de 25% no total de cargas movimentadas.

Exportações e vendas no mercado interno aumentam e lucro da BRF cresce mais de 100%

A multinacional brasileira e uma maiores exportadoras mundiais de carne congelada, a BRF encerrou o terceiro trimestre com lucro líquido de RS 624 milhões, quase 118% a mais em relação ao mesmo período de 2013. A companhia informou que prevê para o quarto e último trimestre de 2014 resultados igualmente sólidos no mercado doméstico e nas exportações, especialmente para a Rússia, cujos embarques estão sendo ampliados significativamente.

Exxon anuncia avanço de 2,5% no lucro em julho, agosto e setembro

A petrolífera norte-americana Exxon Mobil anunciou um lucro líquido de US$ 8,07 bilhões no terceiro trimestre, um avanço de 2,5% na comparação com igual período de 2013. O desempenho positivo foi obtido mesmo com vendas menores de petróleo, porque a empresa conseguiu melhorar os resultados nas áreas de refino e distribuição.

Lucro do Bradesco é 26% maior no terceiro trimestre de 2014

Apontados como vilões da economia  em detrimento do interesse das populações mais carentes durante a campanha presidencial pela candidata do PT, os bancos começam a apresentar seus balanços do trimestre. O Bradesco é o primeiro a apresentar seus resultados no período, anunciando lucro líquido de R$ 3,875 bilhões, o valor é 2,6% superior ao registrado no trimestre anterior e 26,5% acima do resultado de igual período do ano passado. O lucro líquido do banco ajustado no acumulado do ano soma R$ 11,227 bilhões, elevação de 24,7% frente aos primeiros nove meses de 2013.

Receita Federal faz audiência pública sobre lojas francas na fronteira no Sul

A Superintendência da Receita Federal no Rio Grande do Sul realizará audiências públicas para examinar a instalação de lojas francas em cidades gaúchas na fronteira com a Argentina e o Uruguai. As audiências objetivam esclarecer as comunidades envolvidas sobre eventuais benefícios da medida. Serão apresentados os modelos de empreendimentos que serão permitidos e a forma de funcionamento destes estabelecimentos, o regime aduaneiro e a legislação que regula o setor. Poderão ser implantadas no estado lojas deste tipo em dez municípios, que são Aceguá, Barra do Quaraí, Chuí, Itaqui, Jaguarão, Porto Xavier, Quaraí, Santana do Livramento, São Borja e Uruguaiana.

Executivos japoneses buscam parcerias de negócios no Rio Grande do Sul

Quatro executivos da Jetro, a agência de comércio exterior do Japão, estão visitando o Rio Grande do Sul, buscando parceiros para empresas japonesas. O grupo foi recebido inicialmente por assessores da Secretaria de Desenvolvimento e Promoção do Investimento do estado (SDPI), responsável pelas ações do setor automotivo na política industrial gaúcha. O interesse dos nipônicos em estreitar os laços comerciais com o Brasil aumentou com a consolidação de três montadoras do país no Brasil, Nissan, Toyota e Honda e suas fornecedoras. A missão hoje mantém contatos com empresários de indústrias de Caxias do Sul, especialmente as ligadas ao fornecimento de peças para o segmento automobilístico.

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Conselho Internacional de Grãos eleva expectativa para a produção mundial na safra atual

O Conselho Internacional de Grãos (IGC), sediado em Londres, Reino Unido, elevou suas expectativas para a produção mundial de grãos na atual safra 2014/2015, em fase de colheita no Hemisfério Norte e de plantio no Hemisfério Sul. O relatório divulgado pela entidade prevê que a produção global de grãos atingirá 1,988 bilhão de toneladas neste ciclo, ficando 0,25%  acima do volume de 1,983 bilhão de toneladas apontadas no mês passado. O documento manteve, no entanto, a projeção para os estoques mundiais em 429 milhões de toneladas, reflexo do esperado aumento das vendas e do consumo. O milho, líder na produção global de grãos, contribuiu para o resultado positivo, tendo a safra revisada pelo IGC para 980 milhões de toneladas frente as 974 milhões estimadas em setembro. A soja baixou de 310 milhões de toneladas para 307 milhões e o trigo recuou de 717 milhões para 713 milhões. O arroz manteve a previsão anterior de 476 milhões de toneladas.

Decisão judicial obriga o Mapa a autorizar a exportação de miúdos bovinos por frigoríficos menores

O Ministério da Agricultura e da Pecuária terá que autorizar a exportação de miúdos de bovinos por frigoríficos de menor porte por meio dos Entrepostos de Carnes Derivados (ECD). A medida é consequência da decisão do juiz Francisco Ribeiro, da 8ª Vara da 1ª Região do Tribunal Regional Federal (TRF), de São Paulo, favorável a ação da Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo). O juiz considerou que a Secretaria de Defesa Agropecuária do Mapa descumpriu a tutela antecipada que havia sido concedida em fevereiro.

PSDB pede ao TSE auditoria na eleição por suposta fraude

O Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) entrou com pedido para que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) faça uma auditoria excepcional do resultado das últimas eleições, informou o jornal Valor Econômico, na noite desta quinta-feira. A petição foi protocolada pelo deputado Carlos Sampaio (PSDB/SP). Segundo advogados do partido, uma série de denúncias vinculadas pela internet citam supostas fraudes na apuração dos votos. O PSDB alega que há uma sensação de insegurança e, por isso, pediu para que o TSE faça uma auditoria para tranquilizar a população.

TAP cancela voos devido à paralisação de funcionários

A TAP cancelou sete voos que sairiam de cidades brasileiras por causa da paralisação de 24 horas dos funcionários da companhia. Mas a empresa conseguiu manter os voos previstos para hoje com destino à Lisboa, saindo às 17h45, de São Paulo e às 18h05, do Rio de Janeiro. Foram suspensos os voos que partiriam de Porto Alegre, Manaus, Brasília, Natal, Fortaleza, Belo Horizonte e Recife, todos também para a capital portuguesa. A transportadora contatou os passageiros oferecendo alternativas como remarcar passagem para outra data ou um crédito para usar no futuro. O movimento paredista foi decidido pelos pilotos que protestam contra as condições de trabalho. Nova paralisação está marcada para sábado, sem confirmação da empresa.

Carga tributária excessiva é "vilã" da indústria gaúcha

A carga tributária excessiva foi o principal problema enfrentado pela indústria do Rio Grande do Sul no terceiro trimestre de 2014. O resultado apareceu na sondagem feita pela Fiergs (Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul), divulgada hoje. A nefasta liderança das altas taxas de impostos pagas pelo setor atingiu percentual de 61,9% , seguida pela falta de demanda, com 50,5% e a competição acirrada, que ficou com 40,5%.

SAC defende construção de um novo aeroporto na Grande Porto Alegre

O governo federal está retomando estudos para uma nova rodada de concessão de aeroportos. Segundo o ministro da Secretaria da Aviação Civil (SAC), Moreira Franco, o objetivo é repassar à iniciativa privada aeroportos do Norte, Nordeste e Sul do país. Mas, ele não detalhou quantos e quais seriam os terminais que podem deixar de ser controlados pela Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária). O ministro também não especificou quando acontecerá a nova rodada de concessões. "Existem muitas ideias para terminais nas três regiões, precisamos colocar nossos aeroportos no século 21 e estamos fazendo isso", assegurou. Moreira Franco revelou, ainda, que a Secretaria analisou a proposta do governo do Rio Grande do Sul para a construção de um novo aeroporto na região metropolitana de Porto Alegre e considerou que a melhor solução seria a concessão das obras e da administração do futuro terminal internacional à iniciativa privada, concluindo que o projeto "é necessário pela projeção de esgotamento do Aeroporto Internacional Salgado Filho", o único que atende a capital gaúcha. Imagem: futuro Aeroporto Internacional 20 de Setembro, entre Nova Santa Rita e Portão, a 35 km de Porto Alegre.

Operação da Totvs no mercado internacional está perto do equilíbrio

A operação da Totvs no mercado internacional está perto de atingir o equilíbrio entre receitas e despesas, informou a companhia, que é especializada em sistemas de gestão para empresas. A mudança para um portfólio mais enxuto, capaz de reduzir a escala, foi um dos fatores que contribuíram para a melhora das operações. Já o cenário econômico da Argentina segue sendo um desafio. "A Argentina continuou a piorar, um pouco mais do que em períodos anteriores", lamentou o diretor de relações com investidores da empresa, Gilsomar Mendes. A Totvs atua em 39 países, por meio de canais e tem unidades próprias na Argentina e no México, além de um laboratório de desenvolvimento, nos Estados Undios. 

Alta da taxa de juros básica provoca reação no mercado financeiro

A alta da taxa de juros básica da economia, a Selic, determinada pelo Copom do Banco Central, provocou forte reação nos mercados financeiros do Brasil. A sensação geral dos especialistas é que com a elevação o órgão quis dar um cheque de credibilidade que foi comprado pelos participantes do mercado.

Elevação da taxa Selic pode beneficiar setores exportadores

O Conselho de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu por cinco votos a três, pela primeira vez em seis meses, elevar a taxa Selic, de 11% para 11,25% ao ano. O reajuste decorreu da necessidade de manter a meta de inflação dentro do centro, no patamar de 4,5%. Analistas e lideranças de setores produtivos avaliaram que a medida prejudicará a possibilidade de reaquecimento da economia. Mas, representantes de setores exportadores, consideraram que o novo percentual poderá beneficiar segmentos exportadores, que terão mais competitividade para negociar seus produtos. A taxa é usada nas negociações de títulos públicos no Sistema Especial de Liquidação e Custódia e serve com referência para as demais taxas de juros da economia.

Acessos ao blog chegam a quase 300 por dia em outubro

Os acessos a esse blog somaram 288 na última segunda-feira, dia 27, e 286, na quarta, 28. Nos vinte e nove dias de outubro, até ontem, incluindo sábados e domingos, a média ficou em 210 por dia (cerca de 6.100 no total do mês), um crescimento de 20% em relação a setembro. Os leitores, em sua esmagadora maioria, são profissionais de comércio exterior que trabalham com exportação e/ou importação, ou em atividade de suporte a essas operações. Ao entrar no Blog, além das matérias atualizadas pela manhã, tarde e noite, eles visualizam os espaços publicitários na coluna esquerda da tela. Podem, também, clicar em cima dos banners comerciais e navegar no site do anunciante. Seja um dos pioneiros nessa nova e ágil ferramenta de marketing e comunicação com o mercado: coloque o banner da sua empresa no Blog Luiz Reni Marques. Contato: sinal@sinalcom.com.br, ou fones (51) 8531-6292 e 3377-1295.

Antaq abre consulta para construção de terminal de trigo no Rio de Janeiro

A Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) abriu consulta e audiência pública para a criação de um terminal de trigo no porto do Rio de Janeiro (RJ). A decisão foi tomada com o objetivo de conseguir subsídios para o aperfeiçoamento das minutas de edital, contrato de arrendamento e documentos técnicos relativos à futura realização de disputa licitatória para arrendamento do local. A consulta começou ontem e vai até o dia 27 de novembro e as minutas jurídicas e os documentos técnicos encontram-se disponíveis no endereço eletrônico da agência.

AHK de Porto Alegre promove curso sobre risco político internacional

A Câmara Brasil/Alemanha  promove o "Curso Risco Político Internacional: Análise e Tendências", dia 25 de novembro, na sua sede, em Porto Alegre (RS). A pauta abrange os variados tipos de riscos que afetam os negócios internacionais, especialmente ante o atual cenário da política internacional e sua complexidade. O palestrante do curso será o professor Cezar Roedel, mestre em Relações Internacionais e colaborador do Projeto Doing Business, do Banco Mundial. Mais informações e inscrições, com desconto para associados da entidade, pelo fone (51) 3222-5766, ou pelo email ahkpoa@ahkpoa.com.br.

Panalpina mantém lucratividade de janeiro a setembro

A Panalpina manteve lucratividade geral de janeiro a setembro deste ano, com crescimento do lucro bruto e do EBTI de 1%, que não foram afetados pela reestruturação em andamento. A perda de EBTI em logística foi reduzida fortemente para CHF 6,9 milhões nos primeiros nove meses de 2014 na comparação com igual período do ano anterior. Os volumes de fretes aéreos e marítimos expandiram-se em 4% e 8%, respectivamente, contudo a lucratividade unitária caiu em virtude de pressão das margens e efeitos da moeda. O CEO da companhia, Peter Ulber, considerou o progresso em logistica muito satisfatório já que a empresa reduziu as perdas. "Estamos perto de atingir o ponto de equilíbrio", disse o executivo.

Yusen e ICI formam parceria para atuar nos mercados globais

A companhia global japonesa de logística Yusen Logistics anunciou que está formando parceria com a ICI Logistics, que atua no mercado brasileiro e é subsidiária da ICI Holding. As duas empresas decidiram pelo acordo visando a elevar e fortalecer suas posições no mercado global. A colaboração foi confirmada oficialmente no mês passado e vai criar uma organização nova e forte para atender clientes que buscam logística de qualidade e serviços de valor agregado nas suas operações.

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Presidente da Abifer diz que governo demorou a entender a necessidade de investir em infraestrutura

O presidente da Associação Brasileira da Indústria Ferroviária (Abifer), Vicente Abate, entende que o governo federal demorou a perceber a necessidade urgente de investir em infraestrutura. Mas considera que com a previsão de recursos de R$ 99,6 bilhões para o Plano de Investimentos em Logística (PIL), a rede férrea nacional deverá chegar a 2025 com praticamente a mesma quilometragem que havia em 1960, cerca de 35 mil quilômetros, em torno de 50% a mais em relação à malha atual.

Governo assina contrato de adesão para construção de TUP no Amapá

Os ministros da Agricultura, Neri Geller e da Secretaria dos Portos, Cesar Borges, assinaram nesta quarta-feira contrato de adesão com representantes da Cianport (Companhia Nacional de Navegação e Portos), para a construção de terminal de uso privado (TUP), em Santana, no Amapá, um investimento de R$ 137 milhões. O terminal será construído na margem esquerda do rio Amazonas, no canal de Santana e a estimativa é que movimente três milhões de granéis sólidos (soja e milho) por ano.

Meeting sobre inovação em alimentos orgânicos acontece nesta quinta na fiergs

O coordenador executivo do Projeto Organics Brasil, Ming Liu, será um dos palestrantes do 7º Meeting de Inovação em Alimentos, que acontece nesta quinta-feira, dia 30, na sede da Fiergs (Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul), em Porto Alegre. Ele falará sobre "oportunidades de mercado para os produtos orgânicos brasileiros". Outro destaque do encontro será o ex-presidente do IFTC (Institute of Food Technologistcs), John Ruff, que abordará o tema "Future Food 2050 - como poderemos equilibrar demandas globais por mais alimentos e garantir ao mesmo tempo segurança e saudabilidade". A pauta desta edição do Meeting abrange os produtos orgânicos, resíduos sólidos e a minimização dos resíduos, implementação da logistica reversa, as inovações das embalagens e sustentabilidade na indústria de alimentos. O mercado mundial de orgânicos, que não para de crescer, movimenta hoje US$ 64 bilhões, sendo os Estados Unidos o maior consumidor. Já o mercado brasileiro do setor, também em expansão, fechará 2014 com R$ 2 bilhões em negócios.

General Motors volta a exportar carros para a Argentina

A General Motors voltou a exportar carros produzidos no Brasil para a Argentina, que tinham sido suspensas pela falta de dólares para pagamento das compras pelo país vizinho. O presidente da GM, Jaime Ardila, afirmou que os embarques reiniciaram porque os estoques da marca caíram após as vendas no mercado argentino superarem as expectativas no mês passado. A companhia estimava que venderia entre 4 mil e 4,5 mil veículos naquele mercado, mas os volumes ultrapassaram as 7,5 mil unidades.

Mais dois países aderem ao acordo para compras governamentais da OMC

A Organização Mundial do Comércio (OMC) anunciou hoje que mais dois países, Nova Zelândia e Montenegro, aderiram ao Acordo Plurilateral de Compras Governamentais, do qual o Brasil não faz parte. O diretor-geral da entidade, o brasileiro Roberto Azevêdo, declarou que a participação nesse acordo significa acesso para companhias dos países participantes às oportunidades de negócios de US$ 1,7 bilhão em compras feitas pelos governos signatários.

Appa publica edital de licitação para dragagem no porto de Paranaguá

A Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) publicou esta semana o edital de licitação da dragagem de aprofundamento do porto de Paranaguá. O processo foi possível graças ao cumprimento de todas as condicionantes ambientais realizadas pela administradora dos terminais paranaenses.

Receita dos fabricantes de implementos agrícolas cai 25% este ano

O faturamento nominal dos fabricantes de máquinas e implementos agrícolas ligados à Abimaq (Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Implementos) foi de R$ 313 bilhões, de janeiro a setembro deste ano. O resultado representou um recuo de 25,5% em relação aos primeiros nove meses de 2013.

Redução nos preços de minério de ferro deixa resultado negativo para a Vale no trimestre

A queda nos preços de minério de ferro no mercado internacional está levando analistas de bancos a prever resultado negativo para a Vale no terceiro trimestre, cujos números serão conhecidos amanhã, quinta-feira, antes da abertura do pregão da BM&FBovespa. A expectativa é de que as vendas de minério de ferro, principal produto da companhia brasileira tenham ficado abaixo das registradas em igual período de 2013.

Governo gaúcho assina termo de compromisso para construção de terminal de gás em Rio Grande

A Secretaria de Infraestrutura e Logística do Estado do Rio Grande do Sul e a Superintendência do Porto do Rio Grande assinaram termo de compromisso para a Regás Brasil Sul e a Bolognessi autorizando a construção de um terminal público para recebimento de gás natural no Superporto da cidade gaúcha. O projeto prevê um terminal multiuso com utilização prioritária para atividades de regaseificação. O pier público para gás terá 150 metros e será erguido na zona de granéis líquidos e fertilizantes do complexo portuário. Terá capacidade para operar embarcações de até 350 metros de comprimento e previsão de conclusão das obras em 24 meses a um custo de R$ 70 milhões. O termo incluiu também a instalação de uma unidade industrial off-shore de regaseificação com capacidade de geração pela Usina Termelétrica de 1,238 megawatts, um investimento de R$ 2,9 bilhões e que gerará quatro mil empregos diretos. A expectativa é de executar os trabalhos em 36 meses.

Coopercarga e Tupperware ampliam parceria para distribuição de mercadorias

A Coopercarga, baseada em Santa Catarina, aumentou sua parceria com a Tupperware, fabricante multinacional de utensílios de plástico para cozinha. A companhia vai atender todo o Norte e Nordeste do Brasil, expandindo em 40% o volume das mercadorias que já são transportadas no Centro-Oeste do país. A cooperativa usa cerca de 30 carretas por semana nestas movimentações e terá que aumentar a frota estendida para atender a nova demanda.

GFCO cria polo de carga aérea em Frankfurt, Alemanha

A GFCO está investindo em um novo polo de carga aérea no Aeroporto Internacional de Frankfurt, na Alemanha a fim de ampliar a sua rede de atendimento no exterior. A operação faz parte do plano da empresa de criar soluções de transporte multimodal, oferecidas aos clientes industriais da companhia para se adaptarem às restrições de produção e facilitar as atividades comerciais nas suas áreas de desenvolvimento estratégico.

Porto de Santos movimenta 51% da soja exportada por Mato Grosso

Mais de 51,4% das exportações de soja do Mato Grosso foram escoadas pelo porto de Santos (SP), de janeiro a setembro, num volume de 7,199 milhões de toneladas. O pico dos embarques ocorreu em abril, quando saíram 1,666 milhão de toneladas rumo ao exterior, especialmente para os Estados Unidos. O porto de Paranaguá (PR) ficou em segundo lugar na movimentação da oleoginosa mato-grossense para o exterior, com 1,491 milhão de toneladas desde janeiro, com pico de 290 mil toneladas em marçoi. O porto de Vitóia completou a lista, exportando 1,394 milhão de toneladas da soja de Mato Grosso, encostando no terminal paranaense e surgindo como uma nova alternativa de escoamento para os produtores do centro do país. O pico no porto capixaba foi em julho, com as operações atingindo 265,8 mil toneladas.

Megaestaleiro será construído em São Francisco do Sul

A cidade portuária de São Francisco do Sul (SC) receberá um megainvestimento de mais de RS$ 1 bilhão para a construção de um estaleiro que montará plataformas de petróleo. O empreendimento é da CMO, empresa do grupo Construcap, de São Paulo, em parceria com a norte-americana McDermott. As instalações ficarão no fim da Estrada Geral da Ribeira, uma área de reflorestamento ao lado de uma comunidade de pescadores, que não serão prejudicados com o projeto. O estaleiro ocupará um terreno de 9 mil metros quadrados e deverá estar concluído em 2016, com o início das obras no início do ano que vem. O objetivo é atender a crescente demanda nacional no setor de óleo e gás, principalmente da Petrobras. Serão produzidos no local FPOs (floating production storage and offloading) e FPUs (floating productionb unit). 

terça-feira, 28 de outubro de 2014

Expansão na movimentação de cargas da Serra Gaúcha impulsiona operações no Tecon Rio Grande

A movimentação de cargas de empresas concentradas na região serrana do Rio Grande do Sul, que representam parcela significativa dos cerca de três mil clientes do Tecon Rio Grande, contribuiu para a intensificação das operações este ano no terminal, que é responsável por 98% das cargas conteinerizadas do estado. A Borrachas Vipal, de Nova Prata, apresentou até agosto alta de 128% nas exportações por Rio Grande em relação ao mesmo período do ano passado e o principal destino foram os Estados Unidos. O segmento da madeira elevou as operações em 87%, com destaque para a Affiance Global, exportadora e importadora de Caxias do Sul, que passou a utilizar o terminal este ano. A Global Prime, também caxiense, ampliou em mais de 180% as exportações para os continentes americano e africano. A Unicasa, de Bento Gonçalves, apresentou evolução de 950% em suas exportações pelo terminal gaúcho. A cabotagem igualmente teve incremento nas movimentações de cargas de companhias da região serrana. A Ditália Móveis, de Belo Monte do Sul, embarcou até agosto 164% a mais em mercadorias na comparação com o mesmo período de 2013. A intensificação dos negócios na região levou o Tecon Rio Grande a montar um escritório em Caxias do Sul.

Governo acelera obras da Ferrovia Transnordestina no Ceará

O governo federal decidiu acelerar as obras no trecho cearense da Ferrovia Transnordestina, num trajeto de 150 quilômetros entre Missão Velha e o porto de Pecém, próximo à Fortaleza, beneficiando os produtores da região. A estrada, quando concluída, percorrerá 1.753 quilômetros, indo de Eliseu Martins, no Sul do Piauí a Salgueiro (PE), cruzando 29 municípios nos estados do Piauí, Ceará e Pernambuco. Já em Pernambuco, as obras estão totalmente paralisadas e não há previsão para o reinício dos trabalhos.

Balança comercial registra déficit na quarta semana de outubro

A balança comercial brasileira, segundo o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, apresentou déficit de US$ 602 milhões na quarta semana de outubro, resultado de exportações no valor de US$ 3.793 bilhões e exportações de US$ 4.393 bilhões. No acumulado do ano, também houve déficit até agora, com exportações de US$ 188,093 bilhões e importações de US$ 189,973 bilhões, deixando um saldo negativo de US$ 1,880 bilhão. A expectativa é de encerrar 2014 com déficit ainda maior.

Demanda por armazéns eleva receitas da GSI

A GSI, empresa do grupo AGCO, espera fechar o ano com crescimento no seu faturamento entre 10% e 15% em relação a 2013. A expectativa positiva decorre da demanda aquecida por equipamentos para armazenamento de grãos em 2014, um dos itens fabricados pela companhia.

China abre mercado para o sorgo argentino

O governo chinês anunciou que deverá abrir ainda este ano o seu mercado para a importação de sorgo cultivado na Argentina. A medida acirrará a concorrência com  os agricultores norte-americanos, os principais fornecedores do país. O consumo chinês do grão cresce expressivamente ano a ano e está associado à produção de etanol.

Embraco seleciona estagiários para 2015

A Embraco, líder mundial na fabricação de compressores para refrigeração, está com inscrições abertas para o Programa de Estágio 2015. Os interessados devem se inscrever até o dia 11 de novembro pelo site dreamjob.com.br/processoseletivo/embraco. As oportunidades de estágio, remunerado, são para as cidades catarinenses de Joinville e Italópolis e abrangem mais de cinquenta cursos técnicos superiores das áreas de exatas e humanas.

Diretor da Gescorp diz que Brasil vive momento delicado nas importações e exportações

Entrevista para a Revista Mundo - Rogério Bracht Lino, Diretor de Novos Negócios da Gescorp - RM - Como o senhor avalia a atual situação nas movimentações de exportações e importações a partir do Brasil? RBL - O Brasil enfrenta um momento bastante delicado nas movimentações de importação e exportação, com um modelo que valoriza acordos bilaterais com países de baixo consumo ao invés da procura de grandes parceiros comerciais como os Estados Unidos e a União Européia. Estamos cada vez mais fadados a um decréscimo nas atividades comerciais com outros países. Para completar, estamos com problemas gravíssimos de falta de investimentos em infraestrutura portuária, ferroviária, hidroviária, necessitamos uma imediata desburocratização, redução de impostos, entre outros itens que deixam nossas mercadorias pouco competitivas no mercado global..... Leia na íntegra a entrevista com Rogério Bracht Lino na última edição da Revista MUNDO. Acesse pelo www.facebook/MundoComexRevista.

Presidente do Bradesco é um dos nomes cotados para substituir Mantega na Fazenda

A candidata Dilma Rousseff (PT) não teve nenhum constrangimento em atrelar o seu oponente, Aécio Neves (PSDB), como representante dos banqueiros, durante a campanha eleitoral, insinuando, pelo tom empregado nos discursos, que o segmento atuaria de forma inadequada aos interesses da maioria da população mais carente. Poderia ter acrescentado que, nos seus primeiros quatro anos no comando do Palácio do Planalto, os bancos conseguiram lucros como nunca antes tinham amealhado na história deste país. Nenhuma medida destinada a reduzir supostos ganhos excessivos foi tomada na sua gestão. Curioso é que, passado apenas um dia da vitória petista nas urnas, surgiu com força na mídia, no mercado e entre lideranças governistas o nome de Luiz Trabuco como concorrente à vaga de substituto do claudicante Guido Mantega, no Ministério da Fazenda. Executivo respeitado, com uma carreira de quatro décadas na área financeira, vai completar 65 nos de idade nos próximos meses, quando se aposentará. A propósito, trata-se do presidente do Bradesco, um dos maiores conglomerados financeiros do Brasil. 

Indústria automobilística aguarda medidas para reaquecer a economia

O presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Luiz Moan, elogiou o discurso da presidente reeleita Dilma Rousseff prevendo novos estímulos para a economia brasileira, salientando que a riqueza do país provém do mercado interno. O executivo ponderou que passadas as eleições é importante aguardar até que a mandatária adote medidas para melhorar o cenário econômico. "A riqueza do Brasil provém do mercado interno, então, todo estímulo ao mercado interno é muito bem vindo", argumentou, repetindo a frase da presidente. Mas, na prática, as montadoras instaladas no país dependem em boa parte das exportações de veículos e peças, que nos últimos anos, contribuíram para equilibrar a redução dos negócios no mercado interno em virtude da estagnação econômica doméstica.

Porto de Itapoá é escolhido como segunda melhor empresa em gestão de pessoas

O Porto de Itapoá, no norte de Santa Catarina, foi eleito como a segunda melhor empresa do Brasil em gestão de pessoas na categoria de organizações que empregam entre 501 e 1 mil colaboradores. Foi o único terminal do país a entrar na relação de melhores neste quesito, conforme pesquisa realizada pelo jornal Valor Econômico, em colaboração com a Consultoria AN Hewit. O presidente da companhia, Patrício Júnior, destacou o resultado. ""São as pessoas que geram valor para o nosso negócio. Ser o melhor na visão dos clientes só é possível porque investimos da mesma forma para sermos os melhores na visão dos nossos colaboradores", argumentou o executivo.

BTP lidera operações com contêineres no porto de Santos

A Brasil Terminal Portuário (BTP) ficou com o primeiro lugar na movimentação de contêineres no porto de Santos (SP) em setembro, pelo ranking divulgado pela Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp). O levantamento considerou o volume total de cargas conteinerizadas movimentadas pelos operadores portuários instalados no perímetro do complexo santista. O BTP movimentou 70.269 unidades no mês, o que representa um percentual de 32,5% de participação no mercado.

Log-In bate recorde de movimentação na cabotagem no trimestre

A Log-In  Logística Intermodal movimentou na navegação costeira 76,5 mil teus no terceiro trimestre, registrando um recorde de operações, com crescimento de 11,6% em relação ao mesmo período do ano passado. O volume na cabotagem foi ainda mais significativo alcançando 39,1 mil teus, elevação de de 38,1% na comparação com os meses de julho, agosto e setembro de 2013. O resultado foi ainda mais expressivo, considerando o cenário econômico de desaceleração econômica, greves e feriados decorrentes da Copa do Mundo de Futebol, em junho e julho. Os segmentos que apresentaram maior expansão foram  os de materiais de construção, cerâmica e telhas, químicos e petroquímicos, embalagens e eletroeletrônicos. O crescimento na movimentação de contêineres atingiu 6% no período somente no Terminal de Vila Velha (ES).

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Segundo mandato de Dilma deve manter atual política externa, diz Marco Aurélio Garcia

O assessor especial de política externa da Presidência da Republica e principal interlocutor da presidente Dilma Rousseff para assuntos internacionais, Marco Aurélio Garcia, afirmou que no segundo mandato a chefe do executivo deverá manter a estratégia dos quatro primeiros anos de gestão, defendida por ele, que é a de priorizar as parcerias com os países em desenvolvimento. "Devemos intensificar o que já foi feito até agora e buscar estreitar cada vez mais as relações com o Mundo Árabe, a África, a América Latina e o Caribe", adiantou Garcia. O assessor já deixou claro em diversas entrevistas que é adepto da denominada política sul-sul, ou seja, fortalecer os laços entre os países terceiro-mundistas. Nunca escondeu também nutrir pouca simpatia em relação às nações ricas. A perspectiva causa calafrios e frustração em amplos setores políticos e, especialmente empresariais, que desejam uma reaproximação com os países desenvolvidos da União Européia, América do Norte e o Japão, alternativa acenada no programa de governo do candidato derrotado à presidência, Aécio Neves.

Transporte de carga aérea cresce 2% em setembro no Brasil

O transporte de carga aérea no Brasil cresceu 2% em setembro em relação ao mesmo mês do ano passado. Segundo a Agencia Nacional de Aviação Civil (Anac), as companhias brasileiras transportaram 34,1 mil toneladas no mês. Essa foi a primeira variação positiva para a demanda por transporte de carga aérea no país em sete meses. Já a quantidade de produtos transportados pelo modal de janeiro a setembro alcançou 285 mil toneladas, uma retração de 4,8% na comparação com os primeiros nove meses de 2013. A liderança em setembro coube à TAM, com 13,5 mil toneladas, mas um decréscimo de 3,6% frente a setembro do ano passado. A Gol ficou em segundo lugar, com 7,7 mil toneladas, volume idêntico ao mesmo período do ano anterior. A Azul/Trip e a Avianca compensaram apresentando expressivo crescimento, respectivamente, de 25,9% e 52,6%, apontando para a intensificação da concorrência no mercado. No acumulado do ano, a TAM segue na ponta, com 40,7% do total de cargas movimentadas, seguida da GOL, que atingiu 21,9%.

Qualidade do trigo colhido até agora no RS é ruim em virtude das chuvas

A Emater informou que o trigo colhido no Rio Grande do Sul tem apresentado qualidade ruim devido à incidência de chuvas. O cereal, inclusive, em muitos casos, não consegue nem ser classificado como trigo por causa de muitas infestações de fungos, não sendo aceito sequer no mercado de rações. A colheita gaúcha já atingiu 13% da área plantada, que este ano foi de 1,140 milhão de hectares, aumento de 9,8% em relação aos últimos anos. A situação, provavelmente, intensificará as importações de trigo, especialmente do Canadá e dos Estados Unidos, já que o outro grande fornecedor do cereal, a Argentina, vem registrando queda na sua produção, devido a crise econômica do país.

CNI pede ao novo governo investimentos em infraestrutura

O presidente da Confederação Nacional das Indústrias (CNI), Robson Braga de Andrade, afirmou que as eleições deste ano reforçaram os avanços institucionais e consolidaram a democracia no país. Disse que "a indústria brasileira confia na manutenção do diálogo entre o setor público e a iniciativa privada." Aproveitou para relembrar ao governo reeleito que "nos próximos quatro anos o Brasil precisa enfrentar alguns desafios para ganhar produtividade e retomar o crescimento da economia." Citou, ainda, a necessidade de implantar as medidas necessárias como investimentos em infraestrutura.

Diretor da Intecnial fará palestra em reunião-almoço da Câmara Alemã

O diretor-superintendente da Intecnial, Artur José Folador, será o palestrante da reunião-almoço da Câmara Alemã (AHK), dia 11 de novembro, no Salão Nobre do Hotel Plaza São Rafael, em Porto Alegre (RS). O tema da apresentação será informado nos próximos dias. Mais informações e inscrições, com desconto para associados da entidade, pelo email aline.martins@ahkpoa.com.br, ou pelo fone (51) 3222-5766.

UBS prevê que empresas brasileiras pagarão mais por crédito com reeleição de Dilma

O suíço UBS, um dos maiores bancos da Europa, avalia que governo e empresas brasileiras deverão pagar mais por crédito no exterior a partir da reeleição da presidente Dilma Rousseff. A instituição acredita que o mercado financeiro considera o governo petista, por sua prática nos últimos anos, arredio ao sistema financeiro internacional, o qual costuma criticar sistematicamente.

Armadores anunciam aumento nos preços dos fretes no transporte maritimo

Companhias armadoras internacionais que atuam no transporte de contêineres anunciam aumentos nos valores dos fretes marítimos. Alguns ajustes já estão em vigência desde o dia 15 de outubro, outros entram em vigor até o fim da primeira quinzena de novembro. Nas rotas que envolvem o Brasil, cinco transportadoras estão elevando os preços, todas nos tráfegos entre o Extremo Oriente e a Costa Leste da América Latina. Os reajustes serão de US$ 750 por teu (medida padrão de contêiner) embarcado.

Australiana Karoon Gas inicia perfuração de poço de petróleo em SC

A companhia australiana Karoon Gas anunciou que começará em duas semanas as perfurações do poço de petróleo Kangaroo 2, localizado a 260 quilômetros de Navegantes (SC). A empresa participou do leilão da ANP (Agência Nacional de Petróleo), em 2007 e recebeu a concessão para explorar o bloco que inclui o poço. A perfuração será executada pela plataforma Olinda Star, que pertence à brasileira Queiroz Galvão Óleo e Gás e até então atuava junto à Petrobras. (Matéria extraída parcialmente da Revista Amanhã On Line).

Fabricantes de máquinas agrícolas buscam expansão nos mercados globais

Os Estados Unidos contam com superfície e população um pouco maiores que as do Brasil e uma frota de cerca de 4,8 milhões de tratores, majoritariamente novos, contra os modestos 550 mil que rodam do Oiapoque ao Chuí, a maioria ostentando idade bastante avançada. A comparação com a França, quinze vezes menor e quase quatro vezes menos habitada, ou com a Argentina, cuja área equivale a um terço da nossa e a população a um quinto é igualmente constrangedora. A primeira exibe frota semelhante à brasileira, enquanto na nação vizinha os veículos agrícolas equivalem a 60% dos que circulam pelos nossos campos e estradas. Mas, ao contrário do que se poderia imaginar, o crescimento do mercado interno não é superior ao dos outros três países. A retração na economia nacional vem puxando para baixo as vendas de implementos e a saída para os fabricantes é mirar nos mercados globais, para cobrir os pesados investimentos que fizeram nas plantas industriais, embalados pela expansão do agronegócio do Brasil..... Leia esta reportagem na íntegra na última edição da Revista MUNDO. Acesse pelo www.facebook/MundoComexRevista.

UPS fecha o trimestre com lucro e crescimento em todos os segmentos

A UPS anunciou um lucro diluído por ação de US$ 1,32 para o terceiro trimestre de 2014, uma melhora de 13,8% em relação ao mesmo período do ano passado. O lucro operacional da companhia aumentou em 8,3% no período, resultado de uma expansão equilibrada em todos os segmentos de atuação da multinacional norte-americana. As remessas diárias nos Estados Unidos elevaram-se em 6,4%, as internacionais de exportação aumentaram em 9,4%, com forte incremento na Ásia e na Europa. A UPS entregou 1,1 bilhão de remessas em todo o mundo, um aumento de 6,9% na comparação com igual trimestre de 2013.

GE conquista Prêmio Maiores e Melhores do Transporte 2014

A GE Transportes Ferroviários conquistou o Prêmio Maiores e Melhores do Transporte, edição 2014, concedido pela OTM Editora. A cerimônia de entrega da homenagem foi no Hotel Unique, em São Paulo (SP).

STJ decide que despesas com capatazia não integram o valor aduaneiro

Artigo Walter Veppo, advogado, diretor da Veppo Advocacia Aduaneira. "O Egrégio Superior Tribunal de Justiça (STJ), através do RESP 1.239.625/SC, decidiu por unanimidade que as despesas com capatazia não devem integrar o valor aduaneiro, base de cálculo do Imposto de Importação...." Leia a íntegra desse artigo na última edição da Revista MUNDO. Acesse pelo www.facebook/MundoComexRevista.

De onde sairá o dinheiro para bancar o Bolsa Família por mais quatro anos?

Os quatro primeiros anos da gestão da presidente Dilma Rousseff (PT) foram respaldados ontem pelas urnas que deram a ela a oportunidade de comandar os destinos do Brasil por mais quatro anos. A eleição mostrou claramente que o Bolsa Família foi fator decisivo para a decisão, com uma avalanche de votos pró-governo nas regiões mais beneficiadas pelo programa que distribui renda às pessoas mais carentes que, muitas vezes, vivem exclusivamente dessa doação. O resultado foi recebido com cautela pelos mercados interno e externo, preocupados com a estagnação econômica do país e com o insinuante retorno da inflação que já ultrapassou a meta aceitável, fixada pelo próprio executivo. O eleitor comum, pouco afeito às nuances financeiras e políticas macroeconômicas, não levou em conta estas questões, contudo, qualquer família sabe que manter o seu padrão de vida depende da manutenção do seu poder de compra. Se a empresa em que o cidadão trabalha não cresce e seu lucro é consumido pelo contexto em que está situada, fatalmente o dinheiro encolhe no bolso do trabalhador, seja ele um alto executivo ou um operário braçal , porque, nos dois casos, gradativamente, aumenta a dificuldade em comprar os bens necessários para a sobrevivência. É um princípio básico de economia. Se o país não cresce, fica a pergunta: de onde sairá a verba para continuar bancando programas de distribuição de recursos? A presidente Dilma venceu, no entanto, pela primeira vez, desde a redemocratização brasileira, em 1989, o candidato vitorioso sai do pleito levando um triunfo por uma margem mínima de votos, no caso de cerca de três pontos percentuais, indicando que a sociedade está dividida e uma parcela expressiva de brasileiros anseia por mudanças na condução da República.

SEP autoriza construção de terminais em Goiás e Espírito Santo

A Secretaria Especial de Portos (SEP) liberou a instalação de novos terminais de uso privado (TUPs), um fluvial em São Simão, Goiás e outro marítimo, em Vila Velha, no Espírito Santo. As autorizações envolvem investimentos de R$ 17,8 milhões nas duas unidades e atendem às orientações da nova lei dos portos. Em Goiás, além do TUP, será construída uma Estação de Transbordo de Carga. Os dois empreendimentos são da Caramuru Alimentos e objetiva a escoar mercadorias do estado e de Mato Grosso. O complexo capixaba pertence à SS Naval e fica fora dos limites do porto de Vitória. O terminal vai operar cargas gerais e ainda dará suporte às atividades offshore e de exploração e produção de petróleo e gás.

Antaq promove audiências para obter informações adicionais

A Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) vai realizar audiências públicas até o dia 21 de novembro para conseguir subsídios e informações adicionais para o aperfeiçoamento do ato normativo aprovado pela Resolução nº 3.708. A Resolução visa a aprovar proposta de norma que regula a exploração de áreas e instalações portuárias nos portos organizados. As contribuições recebidas pela agência são disponibilizadas aos interessados pelo site da Antaq na internet.

APM Terminals investe US$ 2,2 milhões em equipamentos no porto de Itajaí

A APM Terminals Itajaí investiu US$ 2,2 milhões na compra de 24 terminals tractors, equipamentos criados para serem usados nas operações de cargas em portos. Os equipamentos foram desenvolvidos com tecnologia que permite a substituição do caminhão nas movimentações dentro do terminal, aumentando a segurança, a eficiência e reduzindo os custos de manutenção e o impacto ambiental. A previsão é de que já em novembro os terminals tractor começem a operar no porto catarinense. Cerca de 100 trabalhadores estão sendo treinados pela Maersk Training Brasil, dos quais 40 serão efetivados na nova função.

SEP renegocia contrato para dragagem no porto do Rio de Janeiro

A inabilitação da Bandeirante, vencedora da licitação, por descumprimento de exigências do edital de regularidade fiscal e trabalhista e qualificação econômico-financeira, levou à SEP (Secretaria Especial de Portos) a retomar as negociações sobre a dragagem do porto do Rio de Janeiro (RJ). A partir da desqualificação da ganhadora, o Consórcio Van Oord/Boskalis passou ao primeiro lugar na classificação, mas o valor da sua proposta ultrapassa o preço estipulado no orçamento para a obra, obrigando a SEP a negocias condições e valores para viabilizar o projeto.

domingo, 26 de outubro de 2014

Eleitores brasileiros escolhem a estagnação econômica

Os brasileiros elegeram Dilma Rousseff (PT), candidata à reeleição, para mais um mandato de quatro anos na presidência da Republica, com um percentual de quase 52% dos votos contra pouco mais de 48% dados a Aécio Neves (PSDB). A decisão representou uma escolha provavelmente inédita na política mundial, pelo crédito depositado pelos eleitores na comandante de uma gestão que vai fechar o ano dentro de dois meses amargando "crescimento" econômico em torno de 0,25% e que nos seus quatro anos no cargo liderou um país sempre em expansão abaixo da metade dos índices registrados no mundo e cerca de um terço menor em relação às nações que mais avançaram. A comparação é desfavorável mesmo olhando para os vizinhos que, exceção à Argentina, apresentaram percentuais de desenvolvimento em média o dobro do brasileiro nos últimos quatro anos. Quando a The Economist, no início de 2009, elogiou o governo do então presidente Luís Inácio Lula da Silva por surfar sobre a nascente crise financeira internacional, a publicação mereceu entusiasmados aplausos de representantes do Palácio do Planalto. Na realidade, o país, naquele momento, tinha gorduras acumuladas por uma década de forte crescimento da economia global e um consequente aumento no consumo de alimentos, que beneficiou as exportações brasileiras de grãos, carnes e minérios.  A mesma revista, há pouco, criticou o executivo brasileiro por não ter aproveitado a onda, então favorável, jocosamente apelidada por Lula de "uma marolinha", e ter, ao menos, deflagrado, uma estratégia que criasse no país as condições necessárias para um desenvolvimento efetivo e sustentável, fazendo investimentos que atacassem os eternos flagelos na infraestrutura, educação, saúde, segurança e transporte que, historicamente, impediram que o Brasil, de fato, deixasse de seguir a rotina de comemorar vitórias de Pirro, logo substituídas pela frustração exibida pela dura realidade. A reação dos próceres petistas e seus aliados foi visceralmente oposta, não faltando, entre eles, inclusive quem atribuísse à The Economist o papel de arauto do neoliberalismo internacional. Estranho método de interpretação: o país antes era eficiente não por eventual benefício da conjuntura externa e sim pela sua competência administrativa, segundo seus líderes e agora é prejudicado pelo contexto mundial, ainda que outros países, embora localizados no mesmo planeta, venham conseguindo desempenhos positivos. Bem, voltando aos números: goste-se ou não dos organismos que analisam os dados referentes à economia, o fato é que o mundo chegará ao final de 2014 ostentando crescimento acima de 3%. Entre as chamadas nações emergentes ou em desenvolvimento, categoria na qual o Brasil se enquadra, a expansão alcançará 4,5% (neste grupo estão Peru, Colômbia, Uruguai, Paraguai e, pasmem cidadãos deste gigante adormecido, até a Bolívia). Abaixo de 1%, patamar que, aliás, caracteriza recessão, estão países muito ricos, capazes de navegar longos períodos por mares adversos e alguns estados de terceiro escalão que tradicionalmente vivem na contramão da história.

sábado, 25 de outubro de 2014

Aécio reverte vantagem de Dilma e assume lideraça na véspera da eleição

O candidato do PSDB, Aécio Neves, aparece numericamente à frente da candidata do PT, Dilma Rousseff, na pesquisa CNT/MDA, divulgada no início da tarde deste sábado, véspera das eleições, com 50,3% das intenções de votos contra 49,7%. Os candidatos seguem tecnicamente empatados dentro da margem de erro de 2%. A mostra, no entanto, reverte os levantamentos de vários institutos de pesquisa desta semana que apontavam uma tendência de vitória da atual presidente, com índices entre 53% e 54%, enquanto que o senador mineiro, em queda, oscilava entre 46% e 47%. A sondagem anterior da CNT/MDA, há uma semana, havia sido a primeira a detectar a onda pró Dilma, mostrando 50,5% para a candidata petista e 49,5% para o tucano. Agora, novamente, é a primeira a revelar uma reviravolta, com o crescimento de Aécio a partir de quinta-feira.

Terminal de gás será construído no superporto de Rio Grande

O governo gaúcho assinou termo de compromisso para a construção de um terminal para recebimento de gás no Superporto de Rio Grande, cujas obras deverão ser concluídas em 36 meses a um custo de R$ 2,9 bilhões. Pelo termo, ficou definido que o terminal também será multiuso, mas com uso prioritário para atividade de regaseificação. O pier público terá 150 metros, com capacidade para atracação de navios de até 350 metros de comprimento. Foi incluído, ainda, no projeto, a instalação de uma unidade industrial off-shore de regaseificação, uma Usina Termelétrica, com capacidade de geração de 1.238 megawtts, que vai criar quatro mil empregos diretos.

Cutrale e Safra compram multinacional de frutas Chiquita Brands

Os grupos brasileiros Safra e Cutrale compraram, depois de tensas negociações que se arrastaram por meses, a norte-americana Chiquita Brands, maior produtora mundial de bananas, pelo valor de US$ 1,2 bilhão. A companhia dos Estados Unidos negociava desde março sua venda para a irlandesa Fyffes, outra gigante do segmento, tendo recusado a oferta das empresas do Brasil duas vezes nos últimos meses, obrigando a decisão a ser definida na justiça. Com a concretização da transação, os grupos brasileiros reforçam sua presença no mercado global. Além de bananas, a Chiquita também cultiva e comercializa outros alimentos frescos.

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

AG desiste de construir módulos para Petrobras no Polo Naval do Jacuí

A Andrade Gutierrez desistiu de assumir o contrato para a construção dos 32 módulos para os FPSOs replicantes, encomendados pela Petrobras à Iesa, que deveriam ser produzidos no Polo Naval do Jacuí, em Charqueadas (RS). A empreiteira, a pedido da estatal, havia aceitado ser parceira no negócio, viabilizando o complexo gaúcho, que está paralisado em virtude da crise que atingiu a Inepar, companhia paranaense controladora da empresa do Rio Grande do Sul, responsável pelos contratos, no valor de US$ 800 milhões. A construtora formalizou sua posição em nota, na qual informa que "tem encontrado dificuldades na negociação em relação à situação atual da Iesa". A AG chegou a anunciar que iria transferir a construção dos módulos para a China, com a anuência da petrolífera, contrariando a legislação, que determina a fabricação dos módulos no país.

RodoLinea completa dez anos e anuncia novos projetos

A fabricante de implementos rodoviários RodoLinea completou dez anos esta semana anunciando novos projetos para ampliar sua atuação no mercado. Sediada no Paraná, a companhia opera em diversos segmentos de transporte, com destaque para a linha canavieira, carrega-tudo, graneleira e basculante, em especial os modelos de alumínio. Segundo o diretor geral da empresa, Felipe Hubner, "O objetivo é sempre buscar oferecer ao mercado soluções exclusivas e com foco no cliente." Citou como diferencial da fábrica, o exclusivo sistema "Vedagrão", que equipa os modelos graneleiros e elimina a perda de grãos durante o transporte.

Porto do Rio Grande recebe navio da National Geographic

O porto do Rio Grande (RS) recebeu esta semana o navio "National Geographic Explorer", da centenária organização do mesmo nome que publica uma revista e mantém um canal de televisão por assinatura dedicados a reportagens culturais e ambientais prestigiadas em todo o mundo. Os 106 passageiros de diversas nacionalidades, entre especialistas da entidade e turistas, visitaram a Estação Ecológica do Taim, reserva animal e vegetal, que se estende entre as lagoas Mirim e Mangueira, no extremo sul do Brasil e a Charqueada São João, em Pelotas, marco da época em que o charque era a principal riqueza econômica do Rio Grande do Sul. O capitão da embarcação, Oliver Kruess, disse que a viagem (a segunda deste tipo realizada pela NG) tem caráter educativo. Segundo ele, os tripulantes são oceanólogos, geógrafos, biólogos, historiadores e fotógrafos da National Geographic, que interagem durante todo o roteiro com os turistas, em sua maioria idosos. Antes do terminal gaúcho, o navio passou por Salvador (BA) e Rio de Janeiro (RJ), seguindo, depois, para Montevidéu, no Uruguai.

TGSC recebe licença prévia do Ibama e deve iniciar as obras até o fim do ano

A Construção do TGSC (Terminal de Granéis de Santa Catarina), situado na Baía da Babitonga, junto ao porto catarinense de São Francisco do Sul, recebeu hoje licença prévia do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis). O complexo custará R$ 600 milhões em investimentos privados feitos pelos parceiros Logz Logística, Litoral Soluções e o grupo chinês Hopefful. Contará com estrutura para descarga de granéis sólidos e capacidade para movimentar até  10 milhões de toneladas por ano. O consórcio acredita que os trabalhos de terraplanagem iniciam ainda este ano com prazo de conclusão das obras entre 18 e 24 meses, devendo começar a operar na safra de 2017. O terminal terá dois berços de atracação para navios graneleiros dos tipos panamax e capsize, estrutura para armazenagem completa, capacidade estática para 250 mil toneladas métricas e capacidade de embarque com dois carregadores shiploaders para quatro mil toneladas por hora.

Porto Seco de Foz do Iguaçú movimenta mais de R$ 11 bilhões até setembro

O porto Seco de Foz do Iguaçú (PR) já movimentou mais de R$ 11 bilhões em mercadorias de janeiro a setembro deste ano. O superintendente de operações da Elog para a região Sul, Antonio Rocha, disse que o maior volume vem sendo o de exportações, que atingiu R$ 6,5 bilhões, com destaque para o envio de máquinas e insumos agrícolas para o Paraguai. Explicou que para atender a demanda crescente, a estação aduaneira, juntamente com as autoridades responsáveis pela fiscalização, realizaram melhorias nos processos de atendimento como forma de reduzir a ocorrência de filas.

DHL Supply Chain é a grande vencedora do Prêmio ILOS 2014

A DHL Supply Chain foi a grande vencedora do Prêmio ILOS 2014, concedido pelo Instituto ILOS de Logística e Supply Chain. A empresa, além do primeiro lugar geral, também foi a mais votada nos segmentos de alimentos e bebidas, automotivo e autopeças, eletroeletrônicos, higiene, limpeza, cosmético e farmacêutico, químico e petroquímico.

Justiça aceita pedido de recuperação judicial da MMX

A Justiça aceitou o pedido de recuperação judicial da MMX, mineradora controlada pelo empresário Eike Batista (ex-homem mais rico do Brasil, ex-marido da ex-modelo Luma Oliveira), que solicitou a medida na semana passada. A companhia afundou em dificuldades financeiras agravadas pela queda nos preços do minério de ferro que fez a cotação cair de US$ 120 a tonelada para cerca de US$ 82 a tonelada no mercado internacional nos últimos seis meses. A partir desta situação, a empresa suspendeu a produção de minério de ferro, justificando com a diminuição dos valores e ainda pelos entraves ambientais enfrentrados. A MMX havia informado, ainda, à Justiça que as dificuldades também resultavam do recuo do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) em lhe conceder financiamento de longo prazo. E isto estava sendo cogitado? espanta-se este blogueiro.

Consulado dos Estados Unidos em Porto Alegre começa a funcionar em 2016

O Consulado norte-americano em Porto Alegre deverá iniciar suas atividades no primeiro semestre de 2016, anunciou o cònsul-geral dos Estados Unidos para o Brasil, Dennis Hankins, durante palestra para alunos do Curso de Relações Internacionais, em Caxias do Sul (RS). Desde março, já está funcionando no local onde ficará o Consulado o Centro de Atendimento ao Solicitante de Visto, atendendo cerca de dois mil pedidos por mês de interessados na emissão do documento.

Exportações gaúchas caem mais que a média brasileira no terceiro trimestre

As exportações gaúchas sofreram queda de US$ 541,2 milhões no terceiro trimestre do ano, na comparação com o mesmo período do ano passado, fechando em US$ 5,84 bilhões. O valor das vendas externas do estado foi 8,5% menor  que o registrado pelo Brasil, cuja queda ficou em 0%, ou seja, estagnada. Examinando apenas setembro, a variação do volume de exportações do Rio Grande do Sul apresentou variação de - 25,5%, enquanto que o país teve baixa de 1,3%. Os dados foram levantados pela FEE (Fundação de Economia e Estatística). A redução nas exportações da indústria chegou a US$ 264,1 milhões, já no setor agropecuário as perdas somaram US$ 274,5 milhões.

Antaq rejeita ação judicial movida pela Raizen no Porto de Cabedelo

A Agência Nacional de Transporte Aquaviários (Antaq) afastou a ação judicial movida pela Raizen Combustíveis, na Paraíba, que pedia prorrogação de contrato de arrendamento de uma área explorada pela companhia no Porto de Cabedelo desde setembro de 1992. Os procuradores federais que examinaram a ação consideraram que a reivindicação não poderia ser concedida porque foram realizados sete termos aditivos desde o início da vigência do contrato, o último deles vencido em dezembro do ano passado. Acrescentaram que a área já está incluída no Bloco 3 do Programa de Licitação da agência e da SEP (Secretaria Especial de Portos) e aguarda parecer do TCU (Tribunal de Contas da União) para definir a data de publicação de edital.

Porto Rico quer operador internacional para o terminal das américas

O governo porto-riquenho busca um grande operador portuário internacional para se associar no desenvolvimento do Porto das Américas, situado  na cidade de Ponce, na costa sul da ilha caribenha, que é um estado livre associados aos Estados Unidos. O objetivo é expandir a capacidade portuária e o crescimento industrial de Porto Rico. O terminal fica a cerca de oito quilômetros do Aeroporto Internacional Mercedita, próximo à capital, San Juan, e tem mais de 1,214 quilômetros quadrados de área. O secretário do Departamento de Desenvolvimento Econômico e de Comércio do país, Alberto Bacó-Bagué, acredita que o desenvolvimento do complexo portuário é essencial para elevar as oportunidades de negócios com o Brasil e a América do Sul. "Estamos entusiasmados com a possibilidade de trabalhar com um parceiro do setor privado no Porto das Américas", destacou, sem citar possíveis interessados na parceria.

Governo brasileiro internaliza regras internacionais de contratos comerciais

O governo brasileiro internalizou via Decreto nº 8.327/2014, a Convenção das Nações Unidas sobre Contratos de Compra e Venda Internacional de Mercadorias. O tratado internacional promove à uniformização de direitos e deveres das partes envolvidas em contratos  de negociação internacional realizados entre companhias sediadas em países diferentes. Com a medida, haverá maior segurança jurídica e previsibilidade nas transações internacionais, proporcionando ainda potencial redução de litígios e custos legais para empresas que atuam  no comércio exterior. No caso de divergências entre os contratantes, a convenção favorece o entendimento ao estabelecer clareza nas regras aplicáveis. Oitenta e três países, responsáveis por mais de 90% do comércio global assinaram a convenção.

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Diretor de criação da Apple é destaque em congresso de inovação na Fiergs

O presidente da Fiergs (Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul), Heitor José Muller, afirmou, na abertura do 6º Congresso Internacional de Inovação, em Porto Alegre (RS), que o Sistema Fiergs comprova o seu protagonismo no incentivo à inovação como forma de aumentar a qualidade e a competitividade da indústria do estado. Ele destacou que a escolha do tema a inovação e a sustentabilidade como mote desta edição representa um grande desafio para todos. "Sem economia forte, não é possível dar respostas à sociedade, nem atender aos necessários investimentos na preservação e na recriação ambiental." Já no primeiro dia do encontro, o diretor de criação da Apple, Ken Segall, relatou sua experiência de doze anos ao lado do criador da companhia, Steve Jobs, já falecido. "A ideia de Jobs é o cerne da Apple, o simples deixa tudo mais sofisticado, o que a empresa faz é minimizar tudo", salientou o executivo. Comparou o fato de os concorrentes oferecerem até  49 modelos de computadores enquanto a marca da maçã mordida tem apenas cinco. "A simplicidade nunca falha, se existem dois caminhos para uma mesma meta, é óbvio que devemos escolher o mais simples", ensinou Segall.

Crise no setor de autopeças se agrava no primeiro semestre

Exportações quase paradas e importações que não param de crescer, especialmente da China e da Coréia do Sul, que produzem itens de qualidade duvidosa, mas de baixo custo, que inundam o mercado brasileiro, deixaram um rombo de US$ 5,7 bilhões no primeiro semestre, segundo levantamento divulgado pela FEE (Fundação de Economia e Estatística do Rio Grande do Sul). As dificuldades do segmento vêm desde 2001, a partir do redutor de imposto incidente sobre alíquotas de importação que é de 40%. A tarifa reduzida foi estendida até o final de 2013, tendo em 2010 caído para 2% em linhas de autopeças nacionais, provocando a diminuição dos investimentos em componentes locais para fabricação dos veículos no Brasil. O Programa Inovar-Auto, em vigor desde 2013, procura elevar o índice de nacionalização da produção automotiva, isenta os fabricantes da alíquota do IPI, no entanto, existem problemas referentes à nacionalização, porque as autopeças são facilmente disfarçadas por componentes externos e recebidas pelas montadoras como sendo 100% nacionais.

Portos do Sul movimentam navio recém batizado da NileDutch

O cargueiro MV NileDutch Breda, do armador Nile Dutch, recém batizado, ancorou hoje no porto de Itajaí (SC), depois de ter passado por Rio Grande (RS), devendo seguir para Santos, de onde partirá para seu destino final, a África, com escalas em Angola e na África do Sul. O navio é o primeiro de uma série de quatro do armador e foi lançado em maio no Estaleiro de Xangai, na Ilha de Chongming, na China, tem 224 metros de comprimento, 34,8 metros de boca e calado de 12,5 metros. As dimensões e os equipamentos de convés da embarcação foram adaptadas especificamente para operar nos terminais que irá escalar na África Ocidental. A Nile Dutch Africa Line BV é uma companhia com 30 anos de existência, estando entre as 25 maiores do transporte global de contêineres. Mantém rota entre os portos da África Ocidental e a Europa, a Africa do Sul, a América do Sul e a Ásia. Tem escritórios em todo o planeta e desde 2002 atua no Brasil, com unidades em Santos, São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba. 

Exportações a partir do drawback suspensão chegam a quase US$ 5 bilhões

As exportações brasileiras amparadas pelo uso do regime aduaneiro especial de drawback na modalidade suspensão atingiram US$ 4,7 bilhões em setembro, correspondentes a 24,38% do total das vendas externas do país no período e na comparação com o mesmo mês do ano passado, a expansão foi de 18,3%. No acumulado de janeiro a setembro, as exportações com drawback alcançaram US$ 40,2 bilhões, equivalente a 22,66% do total exportado. As exportações mensais com drawback se dividiram em 45,4% de manufaturados, 28,6% de itens básicos e 24% de semimanufaturados.Os segmentos que mais utilizaram o recurso em setembro foram os de minério de ferro, frango in natura, ferro e aço. Os destinos dos embarques foram principalmente para os Estados Unidos, Argentina e Holanda.

Congresso de Direito Marítimo da OAB começa com discussões polêmicas

O 3º Congresso Nacional de Direito Marítimo, Portuário e Aduaneiro da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) começou ontem, em Santos (SP), marcado por uma pauta cheia de temas polêmicos referentes a aspectos da nova lei dos portos, o direito marítimo no novo Código Comercial e a responsabilidade civil no transporte marítimo de cargas. O advogado Sérgio Aquino, diretor da SPA, disse que "o país não precisa de um novo marco regulatório, mas sim recuperar termos do antigo marco". Para ele, durante a vigência da Lei 8.630 existia uma estrutura simples e direta. "A partir da introdução das mudanças começamos a colocar pedras no caminho e complicar o sistema", criticou. O advogado e professor da PUCSP, Fábio Coelho falou sobre o Direito Marítimo no novo Código Comercial, destacando que "temos a necessidade de modificar o código". Hoje, serão examinadas questões como acidentes de navegação, aspectos contratuais e processuais ao meio ambiente marítimo e a logística aduaneira.

Programa de renovação de vagões depende da definição das eleições

Os programas de renovação de máquinas e equipamentos, caminhões e de vagões ferroviários no Brasil estão dependendo somente da definição das eleições presidenciais no próximo domingo, de acordo com a Abifer (Associação Brasileira da Indústria Ferroviária). Pelo atual desempenho, a indústria contará com uma linha de crédito do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) com condições mais favoráveis de juros para troca de maquinários e frotas antigas. O financiamento será atrelado ao compromisso de sucateamento do maquinário substituído, para que ele não retorne ao mercado. Caso a eleita seja a presidente Dilma Rousseff (PT), a expectativa é de que os três programas sejam apresentados em conjunto ainda este ano. Se o escolhido for Aécio Neves (PSDB), o próximo governo terá uma proposta pronta para fazer os ajustes que considerar necessários.

Farsul rejeita medidas para impedir saída de gado do Rio Grande do Sul

O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Rio Grande do Sul (Farsul), Carlos Sperotto, afirmou que a entidade não discutirá qualquer possibilidade de criar impeditivos à saída de animais do estado. A posição foi defendida depois de o governo gaúcho ter divulgado que para manter o frigorífico da Marfrig em Alegrete (RS) aberto uma das medidas seria taxar a saída de gado em pé para o mercado externo e interno, principalmente para São Paulo. Segundo Sperotto, quase 35 mil animais foram enviados para outros estados até setembro, a maior parte para São Paulo, abastecendo o JBS que planeja "importar" do Rio Grande do Sul 36 mil cabeças em 2014 e outras 40 mil em 2015.

Diretor da Antaq diz que porto deixou de ser vilão

O diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), Mario Povia, afirmou, na assembleia geral da AEB (Associação de Comércio Exterior do Brasil), no Rio de Janeiro (RJ), que "o porto é parte integrante de uma cadeia logística e deve ser  pensado sob visão olística, de forma abrangente e integrada". Participando do encontro como convidado especial, o executivo destacou que na sua gestão foi promovida a reorganização administrativa e alteração no regimento interno, visando a tornar a agência mais moderna e ágil. Observou que foi estabelecida uma boa interlocução com o setor e o trabalho conjunto com a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) para melhorar o acesso nos portos, "hoje o grande gargalo", e com outros órgãos como a Receita Federal para aprimorar a coleta de informações sobre a navegação marítima. Povia acrescentou que alguns serviços de terminais brasileiros alcançaram índices superiores aos melhores portos europeus, mostrando que "o setor portuário está deixando de ser visto como vilão."

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Petrobras não explica pagamento a mais por gás nobre boliviano

A Petrobras não explicou até agora os motivos que a levaram a pagar US$ 434 milhões a mais pelo consumo passado do chamado gás rico (misturado com componentes nobres), importado da Bolívia. A operação foi noticiada no final de agosto, depois da assinatura de um contrato, em Santa Cruz de La Sierra, por Alcides Santos, diretor de gás e energia da estatal brasileira, e pelo presidente da boliviana YPFB, Carlos Villegas, na presença do presidente da república, Evo Morales, que estava em plena campanha pela reeleição, confirmada na semana passada.

Fusão da ALL e Rumo preocupa Odebrecht e Eldorado

O grupo Odebrecht e a produtora de celulose Eldorado manifestaram preocupação sobre a fusão entre a companhia de ferrovias América Latina Logística (ALL) e a Rumo. A Eldorado chegou a pedir ao Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) a reprovação do negócio. As duas empresas temem pela prestação de serviços, que são essenciais para o escoamento da produção, após a fusão.

Bayer pede apoio da CNA para aprovar transgênico na China

A Bayer CropScience, divisão da multinacional alemã Bayer dedicada ao agronegócio, pediu apoio à CNA (Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária) para a aprovação da soja transgênica Liberty Link junto ao governo chinês. A reivindicação foi tratada em reunião entre representantes da empresa e técnicos da CNA, na sede da entidade, em Brasília (DF). O produto está liberado para uso nas lavouras brasileiras desde 2010, mas ainda espera o aval das autoridades de Pequim para ser comercializada na China, que lidera as importações mundiais de soja em grão.

Governador gaúcho ironiza margem de erro das pesquisas

O governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro (PT), candidato à reeleição, afirmou em comício no início da noite desta quarta-feira, dia 22, no Centro de Porto Alegre, que "a margem de erro dos levantamentos é de 100%". A avaliação irônica foi disparada ao comentar a pesquisa do Ibope, divulgada na terça-feira, que lhe dá 37% das intenções de votos, contra 53% para o seu adversário, José Ivo Sartori (PMDB). Aproveitou para voltar a criticar, seguindo hábito do ex-presidente petista Luís Inácio Lula da Silva, o que considera "os ataques da elite à política (do seu partido, claro)". Mas, como faz o seu líder maior, não explica quem exatamente são os integrantes da tal elite, à qual, os dois julgam não pertencer.

Carne angus brasileira é sucesso no Sial 2014 em Paris

A carne angus brasileira foi apresentada na Sial 2014, maior feira de gastronomia do mundo, que vai até o dia 23 de outubro, em Paris, França. A iniciativa é da entidade que reúne os criadores da raça, da Abiec (Associação Brasileira da Indústria Exportadora de Carne) e da ApexBrasil (Agência Brasileira de Promoção das Exportações e dos Investimentos). O sucesso atingiu seu ponto alto no dia 21, quando o Brazilian Angus Day levou ao público estrangeiro o sabor do produto em sessões de degustação no estande brasileiro, além de exibição de vídeo e distribuição de material promocional. "Contamos com um dos maiores programas de certificação de carcaças do mundo, que é um grande projeto de fomento à produção de carne de qualidade superior", explicou o presidente da Associação Brasileira de Angus, Paulo de Castro Marques. O programa conta com a parceria no abate dos frigoríficos Marfrig, JBS, VPJ, Silva, Verdi, Cotripal e Frigol, com plantas nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás. Durante a Sial, também aconteceu a renovação do convênio do projeto Brazilian Beef, com previsão de verba de R$ 6,3 milhões. Nos 14 anos do projeto, já foram investidos mais de R$ 34 milhões no fortalecimento da imagem da carne bovina do Brasil no exterior.

EBE antecipa entrega de módulos para a Bacia de Santos

A EBE, do grupo MPE, antecipou a entrega de três dos dez módulos encomendados pela Modec para o FPSO Cidade de Itaguaí, que serão utilizados no Campo Iracema Norte, na Bacia de Santos (SP). As unidades fiscalizadas estavam previstas para serem entregues no dia 15 de dezembro. O contrato com a Modec, cujo valor já chega a R$ 180 milhões, prevê ainda a entrega de mais três módulos até o dia 15 de janeiro de 2014. A EBE também está negociando a assinatura de um novo contrato para a construção dos módulos do FPSO, que será usado no Campo de Tartaruga Verde, na Bacia de Campos (RJ).

Sontra Cargo já reúne mais de sete mil transportadoras

A Sontra Cargo, gerenciadora de fretes on line, já conta com mais de sete mil transportadoras cadastradas, que realizam cerca de 30 mil cargas por mês para um banco de 30 mil caminhoneiros autônomos. Desse total, 22,8% estão sediados na região Sul, onde o fluxo de carga para fretes rodoviários é mais intenso. O diretor de vendas e marketing da empresa, Bruno Torres, destaca que é mantida "uma média de três mil fretes ofertados com origem nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná a cada mês em nosso site". O Sontra Cargo é um aplicativo que tem por objeto promover o encontro entre caminhoneiros autônomos e transportadoras.

Petrobras tem nota rebaixada pela Moody's

A agência de classificação de risco Moody's reduziu as notas de crédito (ratings) da dívida da Petrobras em moeda estrangeira e em moeda local em um degrau. A estatal caiu de Baa1 para Baa2. A agência também manteve a perspectiva negativa para a petrolífera brasileira, um indicativo de que poderá ocorrer novo corte na nota em curto prazo. Apesar da redução, a Petrobras manteve o grau de investimento, que assegura condições mais favoráveis de crédito e é indicada como alternativa de investimento para fundos de pensão estrangeiros.

Transporte de carga aérea crescerá 4 % ao ano até 2018

O transporte aéreo de cargas vai crescer ao ritmo anual de 4,1% até 2018, conforme projeção da Iata (Associação Internacional de Transporte Aéreo), que congrega 260 companhias de aviação civil, equivalentes a 84% do tráfego mundial. A expansão será liderada pelas rotas interligando Oriente Médio e Ásia, com elevação de 6,2% no período, sendo que somente no transporte de cargas, será de 4,6¨ao ano. As linhas entre América do Norte e América do Sul crescerão em ritmo um pouco mais lento, mas igualmente considerados positivos, em torno de 3,9% ao ano entre 2014 e 2018. No ano passado, o levantamento da Iata apontou que a aviação civil transportou US$ 6,8 trilhões em produtos, correspondentes a 35% do comércio em valores em valores.

Antaq prorroga prazo para audiência para obter subsídios

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (Antaq) prorrogou por 15 dias o prazo da audiência pública para obter subsídios e informações adicionais ao aperfeiçoamento do ato normativo aprovado pela Resolução nº 3.638. A ação visa a aprovar a proposta de norma para disciplinar o afretamento de navio por companhia brasileira de navegação marítima. A Antaq colocou a disposição dos interessados uma nova forma de recebimento de contribuições para as audiências que tratam de proposta ou de alteração de norma. O sistema está disponibilizado pelo portal da agência na internet e apresenta funcionalidades para facilitar o envio de contribuições.

Tecon Santos recebe dois meganavios de contêineres

O Tecon Santos recebeu dois supernavios, que movimentam juntos, 3.470 contêineres. O Cosco China o o Cap San Maleas. O primeiro, mede 334 metros de comprimento, tem capacidade para transportar 8,2 mil teus e fez uma operação de embarque e descarga de 1.870 contêineres. O segundo tem 332 metros de comprimento e embarcou e descarregou 1.600 contêineres. O Tecon Santos também bateu um recorde histórico em movimentação de contêineres por hora (mph) em uma única operação, durante a descarga de outra embarcação do mesmo modelo, o Cap San Nicolas, alcançando 193,82 mph. A Santos Brasil, que administra o terminal, vem acompanhando a tendência global de modernização dos grandes navios do tipo Super-Pós-Panamax, que são impossibilitados de trafegar pelo Canal do Panamá, por suas dimensões e estão próximos do limite atual de 335 metros de comprimento permitidos para a entrada no Porto de Santos (SP).

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Embraer lança novo cargueiro militar que substituirá o Hércules C-130

A Embraer apresentou o cargueiro militar KC-390, maior avião já desenvolvido e produzido no Brasil, que está sendo fabricado em Gavião Peixoto (SP). A aeronave consumiu nove anos da elaboração à execução do projeto e substituirá os Hércules C-130, quadrimotores turboélices que servem no transporte de passageiros e cargas da Força Aérea Brasileira. O novo jato foi criado para atender à demanda da FAB, que encomendou 28 unidades, a serem entregues ao longo dos próximos dez anos, a partir de 2016 e o mercado externo. Argentina, Portugal e República Checa foram os primeiros clientes estrangeiros a confirmar a intenção de compra do KC-390. Dotado de tecnologia avançada, o avião é um bimotor, capacitado para lançamento de paraquedistas e carga, missões humanitárias, combate à incêndios, buscas e reabastecimento de outras aeronaves em pleno voo. Com 33 metros de comprimento e 31 metros de envergadura, tem alcance de voo de seis mil quilômetros e pode pousar em pistas curtas, de 1,100 metros, como as do interio
r da Amazônia e na Antártida.

Expansão do Valor Bruto da Produção foi de 1% este ano

A Assessoria de Gestão Estratégica do Ministério da Agricultura e da Pecuária apresentou o VBP (Valor Bruto da Produção), que teve como estimativa do ano, com base nas informações de setembro, valor de R$ 438 bilhões, um crescimento de 1%. Para as lavouras, o valor atingido foi de R$ 282 bilhões, aumento de 0,3% e para a pecuária alcançou R$ 125 bilhões, elevação de 2,5%. Os melhores desempenhos na agricultura ficaram com o algodão, cacau, laranja, pimenta do reino, trigo, banana, café, batata inglesa, maçã e soja. Na pecuária, destacaram-se as carnes bovina e suína.

Ministro dos Transportes participa de lançamento da duplicação da BR-290 no Sul

O ministro dos Transportes Paulo Sérgio Passos assina nesta quarta-feira, dia 22 de outubro, em Butiá (RS), a ordem de início das obras de duplicação da BR-290, trecho Eldorado do Sul - Pantano Grande. A cerimônia será junto ao quilômetro 215, em frente ao posto Raabelândia. A estrada liga Porto Alegre a Uruguaiana, na fronteira sudoeste do Rio Grande do Sul com a Argentina e é o principal acesso rodoviário do Brasil para Rosário, Cordoba, Buenos Aires e Santiago do Chile.

Wilson Sons vê mercado de petróleo e gás em fase de reposicionamento

O diretor comercial da Wilson Sons Estaleiros, Matheus Vilela, disse que o mercado de petróleo e gás já viveu momentos melhores no Brasil e que o período é de reposicionamento. Segundo o executivo, "o atual momento é de uma fase de amadurecimento do mercado naval brasileiro, que após as eleições deve voltar a um estado de normalidade." Revelou que a estratégia da empresa de fabricar embarcações para outras companhias, além da Wilson Sons Ofshor
e, tem se mostrado acertada, com projetos para a Fugro Brasil e Oceanport devendo ser entregues ainda este ano. "Praticamente 40% das embarcações fabricadas pela empresa hoje são para outros clientes", destacou Vilela, acrescentando que "mesmo assim a Wilson Sons Estaleiros não escapa dos problemas que o momento impõe, como um contrato com a Geonavegação, que teve de ser suspenso para melhor avaliação.

Volkswagem exporta caminhões de bombeiros para a Bolívia


O presidente recém reeleito da Bolívia, Evo Morales, participou da cerimônia de entrega de dois caminhões Volkswagem Worker 17.220, produzidos no Brasil, para o atendimento emergencial em situações de incêndios, salvamentos e resgate de civis, em Cochabamba, uma das mais importantes cidades do país. Os veículos, denominados Auto Bomba com Tanque, estão equipados com cabine dupla para transportar mais tripulantes. Contam, também, com moto bomba e tanques com capacidade para cinco mil litros de água e 500 litros de espuma cada um. "As chances de realizar mais vendas destes modelos para o país são grandes já que a demanda por este tipo de caminhão está crescendo nas principais cidades bolivianas", comemorou Ricardo Aguirre, gerente de marketing da Hansa, importadora oficial da marca Volkswagem Caminhões e Ônibus na nação vizinha.

Log-In promove encontro com logística em Pernambuco

A Log-In Logística Intermodal, do grupo Vale, promove o "Encontro com Logística", dia 23 de outubro, em Recife (PE). Na oportunidade, o gerente comercial do armador, Júlio Lourenço, falará sobre os benefícios que a cabotagem pode oferecer para a indústria e o comércio da região. Participarão ainda o gerente de logística da M. Dias Branco Alimentos, Carlos Dubeux e o gerente de logística e projetos da operadora portuária Windrose, Pedro Macedo.

Governo do Paraná propõe parceria com MS para construir ramal ferroviário

O governador reeleito do Paraná, Beto Rocha (PSDB), afirmou que quer ser parceiro de Mato Grosso do Sul na implantação do projeto de construção do ramal ferroviário ligando os portos de Porto Murtinho (MS) e Paranaguá (PR), passando por cidades como Maracaju, Dourados e Mundo Novo. O projeto prevê um trecho de cerca de um mil quilômetros, interligando 33 municípios dos dois estados. O investimento previsto é de R$ 7,3 bilhões. O futuro governador sul-matogrossense, recém eleito, Reinaldo Azambuja (também do PSDB), disse que os dois executivos estaduais têm muita sintonia e acenou com a possibilidade de estabelecer outras parcerias para garantir o desenvolvimento da região, inclusive na área de infraestrutura.

Pemex quer ultrapassar Petrobras e voltar a ser maior petrolífera da AL

A Pemex (Petroleos Mexicanos) pretende superar a Petrobras e reassumir o posto de maior companhia petrolífera do continente. A meta é a principal missão do presidente da estatal, Emilio Lozoya e repousa na aprovação da nova legislação energética do país, que permite à companhia acesso a reservas volumosas, especialmente no Golfo do México, e fazer parcerias com petrolíferas privadas e estrangeiras pela primeira vez em seus 76 anos de existência. O objetivo da Pemex também pode ser facilitado pelas dificuldades da Petrobras, que vem sendo usada pelo governo brasileiro para sustentar subsídios onerosos nos combustíveis e investir em campos de petróleo complexos, alimentando a dívida da estatal, sem contar os escândalos de corrupção envolvendo diretores da empresas, que prejudicam a imagem e as operações daquela que já foi considerada a jóia da coroa brasileira.

Vale prorroga contrato de exploração de níquel na Indonésia

A PT Vale Indonésia, subsidiária da brasileira Vale, assinou um aditivo ao contrato com o governo daquele país, passando de 2025 para 2045 o direito à estender suas operações de níquel. A multinacional comprometeu-se como contrapartida, a reduzir a área concedida de 190 mil hectares, que inclui zonas de proteção ambiental, preservando as de mineração mais relevantes, elevar o pagamento de royalty de 2% para 3% e vender mais de 20% das suas ações no empreendimento local para investidores domésticos, negociadas na Bolsa de Jacarta.

TGA acredita em expansão no Mercosul, apesar da crise argentina

A TGA Logística está apostando em expansão dos negócios no Mercosul, mesmo com a crise acentuada na Argentina, investindo em uma nova rota, equipamentos e soluções a curto prazo. A expertise no transporte de carga para o Chile e outros países da região assegura à empresa condições para suportar as dificuldades do momento. Ao mesmo tempo, a operadora igualmente intensifica suas atividades de transporte e logística no Brasil.

Antaq celebra contrato de adesão com a Cutrale em Santos

A Agência Nacional de Transporte Aquaviário (Antaq) celebrou mais um contrato de adesão à nova lei dos portos, com a companhia Sucocítrico Cutrale, autorizando a empresa a explorar instalação portuária na modalidade TUP (Terminal d Uso Privado). A unidade fica localizada na margem esquerda do Porto de Santos, em Guarujá (SP). A autorização abrange a movimentação e armazenagem de granéis líquidos e sólidos, resultantes e/ou derivados da industrialização de produtos da agricultura, grãos e produtos agrícolas "in natura".

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Tecon Rio Grande registra crescimento de 17% na movimentação de cargas

O Tecon Rio Grande, um dos principais terminais de contêineres da América Latina, registrou crescimento de 17% na cabotagem na comparação com o mês anterior. Os principais setores que puxaram essa expansão foram móveis, madeiras, vinhos, leite em pó, alimentos e vidros. O resultado foi igualmente expressivo no acumulado de janeiro a setembro de 2014, com alta de 4,7% em relação ao mesmo período do ano passado. O
bom desempenho foi destacado pelo diretor comercial do terminal gaúcho, Thierry Rios. "Em Rio Grande, fornecemos ótima infraestrutura, segurança e boas condições para diferentes segmentos da economia, pois trabalhamos com cargas agrícolas, alimentícias e de outros setores industriais. Além disso, contamos com escritórios comerciais em Caxias do Sul e Porto Alegre para atender com maior agilidade nossos clientes de todo o estado", explicou o executivo. Empresa do Grupo Wilson Sons, o Tecon Rio Grande movimenta cerca de 98% das cargas conteinerizadas do Rio Grande do Sul e conta com mais de três mil clientes exportadores.

Portonave bate recorde sul-americano em operação de contêiner

A Portonave atingiu a marca de 270,4 movimentos por hora (mph) em contêineres, no navio MSC Agrigento, da MSC, batendo o recorde sul-americano de produtividade. A operação foi feita na madrugada de sábado, dia 18 de outubro, sendo utilizados seis guindastes do tipo portêiner na atividade. Ao todo, foram realizados 2.064 movimentos em 7h38 minutos de trabalho, com média de 45 movimentos por guindaste. O feito ocorreu na semana em que o terminal,
situado em Navegantes (SC), completou sete anos de operação. "Investimos em equipamentos, em treinamento e qualificação dos nossos colaboradores e isto traz como consequência a produtividade", afirmou o diretor-superintendente da companhia, Renê Duarte.

Embraport conquista ISO 2800 e ISO 9001

O terminal portuário Embraport, instalado na margem esquerda do Porto de Santos (SP), recebeu a recomendação de duas certificações da Organização Internacional para Padronização, dia 17 de outubro. Foram a ISO 2800, inédita no Brasil e relacionada à segurança na cadeia logística e a ISO 9001, referente ao sistema de gestão de qualidade. As certificações foram concedidas pelo Lloyds Register Quality Assurance, que realizou as auditorias.

China planeja crescimento logístico sustentável até 2020

O governo chinês planeja a implantação de um novo modelo de logística até 2010, baseado em crescimento de 8% ao ano no setor, representando cerca de 7,5% do PIB (Produto Interno Bruto) do país. Com o novo sistema, as autoridades de Pequim esclareceram que os custos logísticos deverão ser reduzidos em até 16% em relação ao PIB. O programa é consequência da expansão mais lenta da economia, contudo, mais sustentável, desejada pelo governo em uma nova fase do desenvolvimento da China. A estratégia visa a consolidar um sistema nacional de logística aberto, competitivo e ordenado, e prevê, inclusive fusões e aquisições de empresas.

Antaq e Receita Federal assinam convênio de cooperação e troca de informações

A Agência Nacional de transporte Aquaviário e a Receita Federal assinaram convênio de cooperação para troca de informações entre a Antaq e o órgão de fiscalização do governo e o Departamento de Marinha Mercante. O acordo estabeleceu a integração de dados do Mercante (Sistema de Controle de Arrecadação do Adicional no Frete para Renovação da Marinha Mercante), que passou a ser administrado pela Receita e do Sistema de Desempenho Portuário, que é elaborado pela agência, permitindo à Antaq consolidar dados mais detalhados sobre origem, destino, fretes e outras informações.

Emirates Airlines reclama dos impostos elevados cobrados no Brasil

O cordão interminável de empresas que atuam no Brasil contra o que consideram uma excessiva cobrança de tributos foi engordado pela Emirates Airlines, a maior transportadora aérea global. A companhia, pertencente aos Emirados Árabes Unidos, e que vem intensificando suas operações no país, reclamou da cobrança exagerada de impostos e o problema pode tomar a via diplomática entre as duas nações nos próximos dias.

Governo da Bahia publica edital para exploração do megaporto de Ilhéus

O governo baiana publicou edital no Diário Oficial do Estado para selecionar empresas privadas interessadas na exploração do megaporto de Ilhéus. O edital deflagrou formalmente o processo de busca e seleção de acionistas privados para a constituição de uma SPE (Sociedade de Propósito Específico) que será responsável pela construção, operação e exploração da zona de apoio logístico e pela instalação de um TUP (Terminal de Uso Privado) no complexo portuário do sul do estado.

Balança comercial registra superávit no mês, mas é negativa no acumulado do ano

A balança comercial brasileira apresentou superávit de US$ 140 milhões, nas duas primeiras semanas de setembro, com exportações de US$ 6,752 bilhões e importações de US$ 6,612 bilhões. Mas no acumulado do ano, as vendas externas somaram US$ 180,387 bilhões e as compras e as compras do exterior alcançaram US$ 180,941 bilhões, deixando um déficit de US$ 554 milhões. A Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB) revelou que os números, divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, mostraram acentuada queda nas exportações de manufaturados, principalmente automóveis, aviões, motores, máquinas para terraplanagem e autopeças. Mesmo os itens que lideram as exportações, como minério de ferro, soja e milho em grão e farelo de soja, sofreram diminuição nos embarques. Apenas alguns semi-manufaturados, especialmente ferro fundido, açúcar em bruto, ferro-ligas, celulose e couros e peles tiveram crescimento.

Movimentação cresce 14% no porto de Fortaleza até setembro

O porto de Fortaleza (CE) movimentou 70.265 teus em contêineres de janeiro a setembro, uma elevação de 14,12% em relação ao mesmo período do ano passado. Desse volume, 41.984 teus foram pela cabotagem e 28.281 no longo curso. O coordenador de gestão portuária da Companhia Docas do Ceará, Oswaldo Fontenelle, disse que o destaque no período ficou o desembarque de arroz dos portos de Rio Grande (RS) e São Francisco do Sul (SC) e malte, da Bélgica e da França. As exportações que lideraram as operações foram de frutas (melões, melancias e bananas)destinadas à Europa.

Banco Mundial diz que Brasil tem ficado para trás em infraestrutura

O gerente de práticas comerciais e competitividade do Banco Mundial, Mona Haddad, afirmou que o Brasil tem ficado para trás em infraestrutura e logística, na comparação com outros países. Segundo o executivo, o país também tem se caracterizado por baixos investimentos no setor. "Se olharmos diferentes indicadores, o custo Brasil é muito maior do que na China e na Malásia, por exemplo, e isso inclui documentação, controle técnico, brokers, etc.", explicou.

Produtores gaúchos de arroz dobram área cultivada e dobram o plantio

Os produtores de arroz do Rio Grande do Sul, favorecidos pelo clima, aceleram o plantio e dobram a área semeada. Em todo o estado, já foram plantadas 119 mil hectares de um total estimado em mais de 1,100 milhão de hectares previstas para a safra 2014/15. Os orizicultores, além de contribuir para o abastecimento do mercado doméstico, destinam parte da produção para a exportação, um novo filão que se abriu para o Brasil nos últimos anos, com predominância do arroz produzido no Sul, que tem qualidade mais de acordo com os mercados globais.

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Empresários sul-africanos buscam parcerias e negócios no Brasil

O Consulado Geral da África do Sul em São Paulo está trazendo uma missão empresarial sul-africana dias 21 a 24 de outubro para manter contatos comerciais e de investimentos nas cidades de São Paulo (SP), Curitiba (PR) e Belo Horizonte (MG). O grupo está especialmente interessado em estabelecer parcerias nos setores de bebidas, vinhos e alimentos, equipamentos e serviços de mineração e cosméticos. Mesmo fora destas localidades, os interessados podem agendar contatos pelo email safrica@terra.com.br

The Economist considera Aécio melhor opção para o Brasil

A revista britânica The Economist defendeu a eleição do candidato Aécio Neves (PSDB) para a presidência do Brasil, mas ponderou que seu desafio ficou mais difícil em uma campanha marcada pelo tom dramático como "uma telenovela brasileira". A publicação destacou que quando Dilma Rousseff (PT) foi eleita, em 2010, o país parecia prestes a aproveitar todo o seu potencial, no entanto, a economia se estagnou e o progresso social desacelerou. "Excluindo a Rússia, atingida por sanções em virtude do seu envolvimento no conflito na Ucrânia, o desempenho do Brasil é de longe o pior entre os BRICS" (bloco formado pelo Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), avaliou a matéria, advertindo que "os brasileiros ainda não sentiram o arrepio econômico em suas vidas, que em breve sentirão". O editorial da revista acusou ainda o governo da atual presidente de ter prejudicado a Petrobras, "que já foi uma joia nacional" e a indústria do etanol.